top of page

GRAVIDEZ E PRODUTIVIDADE



Fui promovida e logo depois descobri que estava grávida. Cada mulher passa por esse processo de uma forma única. Não senti nenhum sintoma da gravidez e demorei um pouco para perceber. Passado o susto, comuniquei para minha Líder e logo depois comuniquei que na minha equipe também tínhamos uma analista grávida. Com essas novidades, combinamos uma estratégia para a área durante o tempo das gravidezes. Eu treinaria uma sucessora e a equipe ficaria com algumas atividades da analista para que reduzisse o impacto de duas pessoas a menos na equipe.


Trabalhei tranquilamente durante os 9 meses, me ausentei 15 dias antes da data prevista para o parto. Fiz algo que não recomendo, que foi me dedicar demais ao trabalho e não aproveitar esse período tão especial. Se estamos aqui foi porque uma mulher permitiu que um outro humano fosse gerado no corpo dela. Precisamos honrar esse momento.

Quando meu filho nasceu optei por um berçário perto de casa e a partir dos 4 meses ele ficava o dia inteiro lá. Essa decisão também é muito individual. Cada mãe sabe qual a melhor opção para o seu filho.


A equipe manteve a produtividade na minha ausência e no retorno da licença maternidade, fui promovida para Gerente e a minha sucessora para Coordenadora em outra unidade.

Depois dessa experiência, algumas lições que considero importantes quanto a maternidade no ambiente de trabalho:


  • Fiquei mais sensível com as mulheres grávidas da minha equipe. Antes não entendia a importância do suporte com as saídas para consultas médicas e os desconfortos no corpo durante a gestação. Precisamos apoiar esse período para que a mãe tenha tranquilidade com o trabalho;

  • Os 4 meses de ausência não impactaram a minha carreira, pelo contrário, tive suporte da minha líder e da minha equipe e isso me ajudou a continuar a carreira sem impactos;

  • Utilizamos o período da minha ausência para formar uma sucessora. A equipe também aumentou as competências com a ausência da analista. Se a empresa não tiver uma equipe para seguir essa estratégia, pode utilizar recursos de terceirização temporária ou vagas por projetos;

  • A rede de apoio de familiares e amigos ajudou com suporte emocional e reduziu os níveis de stress;

  • O autocuidado foi um aspecto importante durante a gravidez. Reservei um tempo para descansar e relaxar, isso forneceu a energia necessária para manter produtiva.


Com um bom planejamento na área é possível passar por esse período com tranquilidade. É importante se preparar para possíveis mudanças e criar estratégias para ajudar a maximizar a produtividade durante a gravidez.


E vocês? Como ficou a produtividade durante a gravidez?

47 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page