top of page

O que realmente significa ser uma 'Fêmea Alfa'? Desvendando os mitos e buscando equidade de gênero


O recente sucesso da série da Netflix "Macho Alfa" trouxe à tona discussões sobre masculinidade tóxica e sua presença na sociedade e no mundo corporativo. A desigualdade de gênero, racismo, homofobia e falta de respeito entre indivíduos são questões importantes que precisam ser abordadas, no entanto, essa conversa também nos leva a questionar o que realmente significa ser uma "fêmea alfa" e a necessidade de as mulheres assumirem uma energia mais masculina no ambiente corporativo. Por que as mulheres não podem ser autênticas e ser respeitadas, ouvidas e aceitas sem precisar se colocar sempre em posição de defesa?


Não estamos sugerindo que as mulheres não possam ser líderes fortes, com habilidades para resolver problemas complexos e tomar decisões importantes. Mulheres determinadas, independentes, seguras e capazes de equilibrar seus papéis familiares e profissionais são fundamentais em nossa sociedade. A evolução humana nos convida a sermos vulneráveis e respeitosos sem precisar constantemente usar máscaras ou se apresentar como alguém que não somos. O equilíbrio entre a energia feminina e masculina é o que traz equilíbrio e sucesso, tanto na vida pessoal quanto profissional.


Como podemos encontrar esse equilíbrio entre a energia feminina e masculina em nossas vidas e promover uma sociedade mais inclusiva e igualitária?

114 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page